Deliciosas experiências gastronómicas de forte raiz tradicional com incidência na região das serras das Beiras em Portugal. Especialidades da cozinha regional que são confecionadas nas tradicionais caçoilas e tabuleiros de barro com os temperos naturais e os fornos aquecidos a lenha. Refeições para consumir em casa e para o sector Horeca, uma vez que se trata de deliciosas soluções prontas a servir.

LINHA PRÉ COZINHADOS

Especialidades da cozinha tradicional

CHANFANA ASSADA EM CAÇOILO DE BARRO E FORNO DE LENHA

Tenha nascido nos tempos das invasões francesas, ou nas cozinhas de algum mosteiro beneditino, uma coisa é certa, a Chanfana é assunto de pastores, de serranias, de festas de casamento e de sabedoria popular centenária. Parte integrante e indissociável da gastronomia tradicional e da cultura da Região da Serra da Lousã, ganhou o reconhecimento de uma extraordinária especialidade gastronómica, que manteve ao longo de séculos, um segredo que a preservou – Carne de caprino, carne de ovino, os temperos simples de sempre, caçoilas de barro e horas, muitas horas de forno de lenha a apurar um sabor e uma textura que a torne única.

A criação e matança do porco, cruza-se com a cultura ancestral das terras das fraldas da Serra da Lousã. As memórias são paisagens que os “antigos“ descreviam, pintadas dos sons e das cores, das festas e das feiras, que pelos “Santos”, enchiam a vida de cheiros e sabores, hoje quase irrepetíveis. As Bochechas, aqueles pequenos nacos de carne, deliciosos e suculentos, eram momentos supremos de prazer, cozinhados lentamente à fogueira, horas a fio ganhando a riqueza de sabores e macieza da textura, até se desfazerem na boca. Hoje, deixamos que o tempo e a paciência, continuem a fazer o seu papel.

Quando o pastor calcorreava as serras pastoreando o rebanho dos ovinos e caprinos, em casa, a mulher cevava o porco, que se fazia determinante no que haveria para comer em família ao longo de grande parte do ano. E se a mesa se fazia farta e a festa assim o permitia, saía um lombo no tabuleiro de barro, repousado em cama de cebola e temperado com as ervas do campo, que quando quase pronto, o pastor “assinava” com o lardeio de uns nacos de queijo do seu rebanho…

O Bucho recheado é uma iguaria da cozinha tradicional, com raízes no interior das Beiras, onde durante séculos, o porco se fez peça central na alimentação das gentes do campo. Delicadamente recheado de carne de porco selecionada, arroz, charcutaria Beirã e condimentos com destaque para o aromático serpão e erva das serranias. De tons dourados que o forno vai “achocolatando”, a pele rija e estaladiça é a porta de entrada para os sabores e aromas, que pintam as cores e os saberes de uma região e da história das suas gentes.